Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Que tipo de barriga você tem e como reduzi-la?

Tipo:

Que tipo de barriga você tem e como reduzi-la?

Ainda que todos possamos coincidir no fato de termos um certo grau de gordura localizada na barriga, é certo que cada um tem um tipo de barriga diferente e precisa agir de formas diferentes para conseguir reduzi-la.

Barriga de pneus

Este tipo de barriga costuma ser o daquelas pessoas que mantêm um estilo de vida sedentário. É muito comum nas pessoas que trabalham em escritórios ou que, por alguma razão, permanecem sentadas por muito tempo.

Maus hábitos: as pessoas com este tipo de barriga costumam praticar pouca ou nenhuma atividade física, consomem alimentos ricos em açúcar, grande quantidade de farinha branca e excesso de calorias. Provavelmente, além de ter mais barriga, também notarão um aumento de peso em suas pernas e quadris.

Conselhos para reduzi-la

  • Em primeiro lugar, reduza o consumo de alimentos refinados e ricos em açúcar, como por exemplo, as bolachas recheadas, os doces, os pães, o fast food, as batatas, os molhos e condimentos, os refrigerantes, entre outros. Em seu lugar, você deverá aumentar o consumo de frutas e verduras, peixes, cereais, oleaginosas e bebidas naturais.
  • Se você costumar consumir álcool, vale a pena excluí-lo de imediato da sua dieta. O álcool é uma bomba de gordura para a barriga e o seu consumo excessivo também é uma das causas do aumento dela.
  • Evite escolher alimentos “com reduzido teor de gordura” ou “light”, já que, ainda que pareçam inofensivos, eles são carregados de produtos químicos, açúcar refinado, sal e conservantes para proporcionar sabor.
  • Pare de contar calorias e preocupe-se mais em nutrir o seu corpo.
  • Lembre-se de que o exercício físico é chave para reduzir esse tipo de barriga. Faça uma boa sessão de atividades cardiovasculares e complemente-a com agachamentos, avanços e abdominais.

Barriga por estresse

estresse

O abdômen do tipo estressado costuma ser muito comum em pessoas extremamente responsáveis e perfeccionistas. Em geral, quem tem este tipo de barriga também pode sofrer de síndrome do cólon irritável, a qual pode causar inchaço e fazer com que a barriga pareça muito maior do que realmente é.

Maus hábitos: estas pessoas costumam pular refeições, consomem frequentemente muito fast food e abusam das bebidas com cafeína.

Conselhos para reduzi-la

  • Melhore seus hábitos de sono e tente evitar a insônia. As pessoas que dormem mal interrompem a produção de leptina, o hormônio que ajuda a regular o apetite e o metabolismo.
  • Combata o estresse com técnicas de relaxamento, atividades que gerem prazer e banhos quentes e longos.
  • Evite o consumo de café e outras bebidas com cafeína.
  • Faça atividade física com frequência, mas não abuse dos exercícios cardiovasculares. Faça ioga, caminhadas e treinos de resistência com pesos.
  • É aconselhável consumir alimentos ricos em magnésio, como são os vegetais verdes, as nozes e as sementes.

Barriga de grávida

Este tipo de barriga costuma ser comum em mulheres que tenham dado à luz recentemente e que, ao serem mães exclusivamente, não contam com um tempo para elas mesmas. São necessárias pelo menos seis semanas para recuperar o tamanho normal, por isso não tente se exceder para conseguir isso em menos tempo.

Maus hábitos: voltar imediatamente a fazer exercício, estar estressada por não recuperar o peso normal, descuidar da dieta depois do parto.

Conselhos para reduzi-la

  • Consumir suplementos de peixes ou ácidos graxos ômega 3
  • Consumir alimentos ricos em ácidos graxos, como por exemplo as nozes, o abacate, as azeitonas e as sementes de chia.
  • Fazer exercícios do assoalho pélvico para deixar seu abdômen mais reto de dentro para fora. Aperte e solte os músculos do assoalho pélvico entre 15 e 20 vezes, em cinco sessões por dia.

Barriga inchada

barriga-inchada

As barrigas inchadas costumam estar retas de manhã, logo quando acordamos, mas durante o dia se inflamam por gases ou indigestão. A distensão pode afetar tanto mulheres magras quanto mulheres com sobrepeso; este problema, na maioria das vezes, se deve a intolerâncias alimentares, alergias ou má digestão.

Maus hábitos: consumir determinadas comidas apesar de notar que elas causam intolerância. Não mastigar bem os alimentos.

Conselhos para reduzi-la

  • As intolerâncias alimentares mais comuns estão no trigo e no glúten (pão, massas, doces, pizzas, tortas e cereais), no álcool, na levedura (cervejas e doces) e produtos lácteos processados (queijo, leite, iogurte, manteiga). É importante descobrir quais destes alimentos podem causar a intolerância para que possamos excluí-los da dieta.
  • Melhore seus hábitos alimentares para ter uma melhor digestão. Se ultimamente você tem sofrido com a prisão de ventre, é provável que esteja consumindo alimentos inadequados para o seu corpo. Aumente a ingestão de alimentos ricos em fibras e beba mais água.
  • O inchaço também pode indicar um desequilíbrio da flora intestinal. Para restaurá-la, recomenda-se consumir mais alimentos ricos em probióticos.




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

38 votos, média: 2.92 de 5

Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário