Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Bebê nasce com rara e estranha condição de pele e mãe teme mostrá-lo em público

Tipo:


A vida do casal Dan e Stephanie Dworsky mudou a partir do momento que Kyle, seu bebê, veio ao mundo. A criança nasceu com uma rara condição em sua pele de nome nevo melanocítico congênito.

O NMC, como o problema de pele é conhecido, faz com que pintas escuras gigantes se espalhem pelo corpo de Kyle. O caso do menino é raro. Pintas pequenas surgem em 1 a cada 100 nascimentos, pintas grandes ocorrem em 1 a cada 20 mil recém-nascidos, e pintas gigantes, como as de Kyle, tem a média de 1 caso a cada 500 mil nascimentos.

A condição pode causar sérias implicações médicas, como câncer de pele, glaucoma e também problemas de caráter social e psicológico, devido a dificuldade do paciente em se aceitar com o NMC.

E essa dificuldade de aceitação passa também pelos pais de Kyle. Stephanie admitiu que tem receio em sair de casa com o filho e se sente muito culpada por isso. Seu maior medo é como as outras pessoas encararão o bebê.

Ainda de acordo com ela, após o nascimento, os próprios médicos advertiram sobre os cuidados a se ter com Kyle, principalmente os psicológicos, já que as outras pessoas poderiam reagir com estranhamento e de modo insensível a ele. O aviso fez crescer o resguardo do casal.

Segundo Dan, “as pessoas vão encará-lo, as crianças lhe dirão coisas ruins e os pais não vão querer seus filhos por perto por não saberem do que isso se trata”.

Felizmente, dentro de casa Kyle tem todo o apoio que precisa, mesmo que ainda não seja capaz de compreender o que se passa. Além do amor dado pelo casal, sua filha mais velha trata o garotinho da forma mais normal possível, sem se importar com as manchas no corpo.

Dan e Stephanie compartilharam sua história para um noticiário. Sua ideia era conscientizar as pessoas sobre a situação de Kyle e também mostrar apoio a quem mais sofre com o NMC.

Seu relato é emocionante e ao mesmo tempo triste, como mostra o vídeo abaixo:

E da mesma forma que os pais, nós também almejamos conscientizá-los. Sofrer preconceito, ser abandonado ou visto como alguém que não se encaixa na sociedade, pode destruir alguém mais do que uma doença.



Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5


Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário