Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Jeito errado de comer couve pode destruir sua tireoide e saúde

Tipo:


Queridinha de quem faz dieta ou quer apenas “fazer um detox”, a couve é rica em fibras e nutrientes que fazem muito bem para a saúde. Contudo, o jeito errado de comer esse  vegetal pode acabar causando efeitos nada agradáveis no seu corpo. Não respeitar os limites de consumo pode provocar hipotireoidismo, além de prejudicar sua digestão. Ainda há a indícios de que o excesso de couve cause intoxicação alimentar.

Riscos de comer couve demais

Hipotireoidismo

O nutricionista Gabriel Cairo, especialista em fisiologia do emagrecimento, explica que a couve contém uma substância chamada pró-goitrina. No corpo humano, ela vira goitrina, essa, sim, capaz de diminuir a liberação de hormônios pela glândula tireoide. A couve também contém tiocianato, uma substância que compete com o iodo no corpo e diminui a absorção do mineral, importante para a saúde da glândula.

Segundo o especialista, a couve causa hipotireoidismo se consumida em quantidades muito grandes e a ciência ainda sabe pouco sobre essa relação de causa e efeito. Existem dois estudos com resultados opostos que geraram grande discussão. O primeiro, publicado no periódico Human & experimental toxicology, avaliou o impacto sobre a tireoide causado pelo consumo diário de 150 de couve-de-Bruxelas cozida durante 4 semanas e os pesquisadores não encontraram qualquer mudança na liberação de hormônios pela glândula (Vale lembrar que o cozimento da couve parece ser capaz de diminuir a ação das substâncias que agem sobre a tireoide e esse pode ser o motivo pelo qual não foram encontradas alterações). Outro estudo norte-americano, publicado pelo The New England Journal of Medicine, relatou o caso de uma senhora de 88 anos, que comia diariamente de 1 kg a 1,5 kg de couve com o intuito de melhorar seu quadro de diabetes e, após meses de consumo excessivo, ela desencadeou um quadro de hipotireoidismo agudo e coma.

Má digestão 

A couve é riquíssima em fibras, o que faz com que ela fique bastante tempo no seu sistema digestivo e te dê saciedade. Outro benefício da grande quantidade do componente é a diminuição da absorção de açúcar e até um pouco de gordura. Por outro lado, consumir muita fibra sem tomar boas quantidades de água pode causar prisão de ventre. Isso porque a ausência do líquido dificulta o deslizamento das fezes pelo trato digestivo.

Intoxicação 

Ao acompanhar exames de urina de uma de suas pacientes, o biólogo molecular Ernie Hubbard encontrou quantidades muito grandes de tálio, um mineral tóxico que pode causar fadiga e falta de concentração. Depois de eliminar outras possíveis causas, ele chegou à conclusão de que era a couve que estava causando o problema. De acordo com os seus achados, o vegetal seria capaz de armazenar grandes quantidades desse mineral, que normalmente fica no solo. A história ganhou grande repercussão na mídia, mas a ciência ainda não comprovou essa relação entre couve e intoxicação pelo tálio.

Como comer couve do jeito certo

Quantidade que posso comer

Cairo explica que casos de hipotireoidismo por consumo de couve são raros e mesmo pessoas que já tenham a doença dificilmente terão problemas se consumirem a couve moderadamente. A recomendação dele é comer até 5 folhas por dia, medida totalmente segura.

Já no caso da digestão, a recomendação é ingerir 25 gramas de fibra por dia. Mas, para garantir que esse nutriente flua bem pelo seu organismo, o indicado é beber aproximadamente 2 litros de água por dia – variando de acordo com o peso corporal, a prática de atividades físicas e outros fatores.

Para quem faz dieta o cuidado é ainda maior. “Quando se faz uma dieta, a tendência é que a quantidade de alimentos diminua. Sem consumir a mesma quantidade de água proveniente dos alimentos, é fundamental que se beba mais água”, explica Cairo.

Comer couve todo dia faz mal? 

Caso você coma quantidades moderadas de couve, provavelmente não terá problemas. No entanto, o nutricionista explica que você estará comendo todos os dias os mesmos nutrientes. “O ideal é intercalar o consumo da couve com repolho, alface, chicória, rúcula, catalônia e outros vegetais folhosos”, explica. Dessa maneira, você consumirá uma maior variedade de nutrientes.

Couve crua pode? 

A couve crua mantém ativas as substâncias que agem sobre a tireoide e, por isso, é preciso mais cuidado para não exagerar no consumo. O suco verde, que leva couve, merece ainda mais atenção. Isso porque na bebida você consome mais quantidades da folha e, portanto, mais pró-goitrina e tiocianato.



Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

19 votos, média: 3.21 de 5


Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário