Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

É muito perigoso usar chinelos! Dessa você não sabia!

Tipo:

chinelos

Nos Estados Unidos, 78% das pessoas desenvolveram problemas nos pés devido à regularidade com que calçam esses chinelos quando chega o verão. A BBC explica algumas consequências do uso prolongado dos chinelos de dedo

LESÕES

A sola destes chinelos é demasiado fraca para amortecer o impacto das superfícies duras e o com eles nos pés apenas são tolerados solos macios, como a areia ou a relva. A maioria desses sapatos não foi desenhada para se moldarem ao formato do pé e, como consequência da instabilidade que causam, surgem as dores nos tornozelos, costas e quadris.

ALTERAÇÕES NA FORMA DE CAMINHAR

Todos temos aquela tendência para retrair os dedos dos pés de forma a manter os chinelos no sítio: o esforço afeta também para o calcanhar e o modo como andamos altera-se. Por norma, os passos tornam-se mais curtos e o pé entra mais vezes em contacto com o solo do que seria natural.

INFLAMAÇÕES

A planta do pé e o calcanhar são as partes que mais sofrem com a utilização inadequada dos chinelos. Ao esforçar estas partes dos membros inferiores, os chinelos danificam o pé e causam inflamações dolorosas, protuberâncias e muito cansaço ao caminhar. O problema pode agravar-se de tal modo que chega a ser necessário injeções de esteróides ou uma terapia por ondas de choque.

GERMES E PÉS FEIOS

Existem muitos outros problemas associados à utilização de chinelos de dedo: desde unhas e dedos gretados a germes que se acumulam e infectam os pés. Por isso, usar este tipo de calçado pode tornar-se realmente doloroso para a planta do pé. Uma forma de aliviar estes problemas é colocar protetor solar e evitar calçá-los durante muito tempo seguido.




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

1 votos, média: 3 de 5

Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário