Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Você está obeso, acima do peso ou inchado? Aprenda como diferenciar

Tipo:

Naqueles dias em que a calça jeans se recusa a fechar e nenhuma roupa parece ficar boa, normalmente surge a pergunta: será que engordei ou estou apenas inchada? Tanto a gordura quanto a retenção de líquidos podem fazer diferença na balança, mas com algumas medidas simples é possível identificar se você sofre de excesso de peso ou não.

Obesidade

Criado pela OMS (Organização Mundial da Saúde), o IMC (Índice de Massa Corpórea) é a forma mais técnica de descobrir se uma pessoa está no seu peso ideal. Contudo, como pessoas com o mesmo IMC podem ter corpos (e saúde!) muito diferentes, a nutricionista Nathália Fonseca, afirma que os sintomas da obesidade merecem mais atenção do que o resultado mostrado pela tabela. “Pressão alta, alteração na glicose do sangue, falta de fôlego para caminhar, dor nas articulações e ronco excessivo são os principais sinais de que uma pessoa está obesa”, diz.

Esses problemas aparecem porque a gordura deixa de ser localizada e passa a ser generalizada, ou seja, se concentra nos órgãos e entre eles, comprometendo as funções do organismo. “A obesidade gera um desequilíbrio metabólico e precisa ser tratada adequadamente”, afirma a profissional.

Pessoas com corpos diferentes podem ter o mesmo IMC, por isso, os sintomas da obesidade são mais importantes

Como calcular o IMC

IMC = peso (kg) / altura X altura

Abaixo de 18,5: baixo peso.
De 18,5 a 24 = peso normal.
De 25 a 29 = sobrepeso.
De 30 a 35 = obesidade grau I.
De 35 a 40= obesidade grau II.
Acima de 40= obesidade grau III (mórbida).

Excesso de peso

Já uma pessoa acima do peso é aquela que, no geral, apresenta boa saúde, mas que tem pontos de gordura específicos no corpo, principalmente no abdômen, braços, pernas e quadris. “Isso é muito relativo e muda de acordo com a idade, altura e constituição física da pessoa. Não podemos dizer que de ‘x a y’ é a faixa de peso ideal”, explica a nutricionista.

Inchaço

Ao longo do dia, o organismo pode reter líquidos que vão fazer a diferença nos ponteiros da balança (e na calça jeans). O inchaço acontece por fatores hormonais (principalmente durante o período menstrual) e também está ligado ao tipo de alimentos que consumimos. “Além dos alimentos ricos em sódio, aqueles com grandes doses de açúcar, farinha branca e gordura hidrogenada favorecem o acúmulo de líquido dos tecidos”, esclarece Nathália.

Para reduzir o inchaço, aposte nas frutas cítricas e cheias de água, como laranja e melancia




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

1 votos, média: 5 de 5

Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário