Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Estudo comprova que os homens que maltratam as mulheres, são uns frustrados

Tipo:

Um estudo realizado por dois investigadores revelou que os homens que descarregam a sua raiva em cima das mulheres ou as tratam muito mal, com ofensas gratuitas, sem motivo, eram uns frustrados. Pelo menos no mundo virtual esta hipótese foi comprovada.

Dois investigadores (Jeffrey Kuznekoff, da Universidade Miami, nos Estados Unidos, e Michael Kasumovic, da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália) queriam comprovar esta hipótese: se os homens realmente descarregam a sua raiva em cima das mulheres. E para isso foram analisar conversas on-line trocadas entre jogadores de Halo 3. No tal jogo, dominado por homens, as pessoas podem conversar em tempo real por mensagens no chat ou por voz.

Aí notaram uma coisa: os homens tratam-se sempre muito bem, mesmo se os seus adversários forem inferiores. Existe sempre cordialidade, troca de elogios e apoio. Mas com mulheres o cenário muda. Alguns jogadores despejam todo o seu repertório de ofensas e arrogância sobre elas. E nem há risco de serem banidos ou coisa assim: todos os jogadores são anónimos. Curiosamente, este tipo de jogador tem uma pontuação muito baixa no jogo – ou seja, não tem muita habilidade e perdem muitas vezes.

Já aqueles com pontuações mais altas, vencedores habituais das partidas, não sentem qualquer necessidade de ofender as jogadoras. Eles, na verdade, são bem simpáticos e educados com todas elas.

“Homens geralmente confiam na agressão para manter o status social dominante”, conta Kasumovic. “Então, uma maior hostilidade em torno das mulheres pode ser uma tentativa de ignorar o desempenho delas, suprimir a própria frustração e manter sua posição no ranking social”, conta Kasumovic.




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5

Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário