Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

É possível morrer de amor? Sim, entenda

Tipo:

-possível-morrer-de-amor-Sim-entenda

A ideia de morrer de amor pode parecer extremamente romântica, exagerada e típica de novelas mexicanas. No entanto, um cardiologista inglês descobriu que o fenômeno pode sim ocorrer e ser explicado pela ciência.

Segundo um artigo publicado no site The Conversation, Alexander Lyon, do Imperial College, em Londres, explica que a famosa dor de amor é uma espécie de infarto cujos sintomas incluem até dores físicas no peito. A única diferença é que, neste caso, não existe nenhuma artéria obstruída.

Chamada de Cardiomiopatia de Takotsubo, a síndrome teria a adrenalina como principal culpada. Quando as doses desse hormônio de resposta ao estresse são muito elevadas, os batimentos cardíacos são diminuídos, podendo gerar uma paralisia temporária dos músculos do coração.

O especialista aponta que o mal pode acontecer com pessoas que tiveram o coração partido, mas descarta qualquer alarme já que o trata-se apenas de uma espécie de mecanismo de defesa do corpo para conter o excesso de estresse e que os riscos de morte, nesse caso, são bastante baixos.


Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5


Compartilhar via WhatsApp

Receitas Sugeridas...

162008000.jpg
7 truques para limpar as torneiras da sua casa de forma natural

As torneiras da cozinha e do banheiro costumam ser esquecidas na maior...

perca-peso-e-tenha-muito-mais-disposicao-com-a-dieta-que-permite-comer-tudo
PERCA PESO E TENHA MUITO MAIS DISPOSIÇÃO COM A DIETA QUE PERMITE COMER TUDO!

Sempre nos ensinaram que devemos comer um pouco de cada coisa. -...

10526055_10152543463730479_1306761425539932762_n
Cupcake de Cenoura Coberto com Mousse

Hm..... cupcake de cenoura coberto de mousse!!

dcdfa16688f35c432c49a7e7dcb5483a.jpg
PRODUZA OS SEUS TOMATES EM CASA APENAS COM UMA GARRAFA DE 2 LITROS

Vive numa casa sem quintal, ou vive num apartamento e quer plantar...

Deixe seu comentário