Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Espinha interna: o que fazer? Como tirar? Dermatologista ensina

Tipo:

espinha-interna-principal-3_0-610x300

Se espinhas normalmente já são doloridas, espinhas internas costumam ser ainda piores. Espinha interna inflamada, então, nem se fale. Muita gente tem dúvidas do que fazer diante de tamanho incômodo: pode espremer? Pode furar? Afinal, como lidar com a espinha interna? Uma das receitas caseiras mais divulgadas e que prometem fazer a espinha interna regredir ou mesmo erupcionar, facilitando a recuperação, é a compressa de chá preto.

Por que aparece?

O dermatologista Alberto Cordeiro explica que qualquer tipo de espinha ocorre por uma oclusão, um fechamento do ducto pilo-sebáceo – ou seja, há uma obstrução do “caninho” por onde saem o pelo e o sebo do corpo. “Todo pelo tem uma glândula sebácea, e o sebo vai se acumulando ali. Quando acontece uma oclusão desse orifício, o sebo fica retido ali na pele. Isso acaba criando um encistamento, isto é, a formação de um cisto, que dá origem à espinha interna”, explica. A diferença para a espinha normal é que a interna, pelo menos em seu início, não erupciona. “O sebo obstrui totalmente a passagem para a pele. Ela não tem saída, justamente por causa da oclusão do orifício”.

A espinha interna se forma pelo entupimento do ducto dos folículos, e os resíduos ficam obstruídos
Cordeiro diz que a espinha interna inflamada tem outra particularidade. “O cisto que se forma por conta da retenção do sebo na pele é colonizado por uma bactéria, chamadapropionibacterium acnes, que é a responsável pela inflamação”. É a bactéria que acaba desencadeando o pus, a sensação dolorida e a espinha interna inchada.

Algumas vezes, a espinha interna erupciona, criando um ducto para que o sebo, o pus e os resíduos da inflaamação possam sair, mas nem sempre isso acontece. “Às vezes, fica o cisto mesmo, que pode ser reabsorvido pela pele e se curar naturalmente. Ou então, ocorre um endurecimento deste cisto, que não sai pelo ducto e nem é reabsorvido, e acaba endurecendo, formando uma fibrose, como se fosse uma bolinha endurecida. A remoção da fibrose é somente cirúrgica”, esclarece Cordeiro.

Como tirar espinha interna

Por mais que dê vontade, apertar a espinha é um erro que deve ser evitado

Apesar de haver uma recente “febre” de vídeos mostrando espinhas sendo espremidas, o dermatologista garante que você não deve tentar isso em casa. O primeiro passo é: não mexer, não apertar ou furar. De jeito nenhum. “Isso vai piorar a inflamação, o inchaço e o aspecto da espinha”, diz. Ele explica que normalmente recomenda o uso de sabonete para pele oleosa ou algum com propriedades secativas. “Em caso de processos inflamatórios muito intensos, costumo receitar algum antibiótico ou ácidos salicílico e retinoico para realmente secar a espinha interna”.Tentar disfarçar espinha interna com maquiagem não é uma boa ideia, porque pode obstruir ainda mais o folículo. “Se não tiver jeito e quiser muito usar maquiagem, use um bom demaquilante para tirar completamente”. Outras recomendações de Cordeiro são lavar o rosto duas vezes por dia com sabonete específico para seu tipo de pele, de manhã e à noite, além de esfoliar a face uma vez por semana. “É importante, para quem tem pele oleosa, usar um adstringente depois de lavar. Normalmente, ele tem ácido salicílico na composição, que, como eu disse, ajuda a secar”. O ideal é sempre consultar um dermatologista para saber qual a melhor forma de tratamento no seu caso.
O tratamento com cremes e secativos é uma opção para amenizar as espinhas internas
No entanto, caso a visita ao médico não possa ser imediata, existem receitas caseiras que podem, sim, ajudar a amenizar a dor da espinha, além de melhorar o aspecto da lesão, sem que ofereçam qualquer risco para a saúde.

Compressa contra espinhas

Usar compressas de chá preto não é propriamente um tratamento para espinha interna, mas, como explica Cordeiro, ajuda a aliviar os sintomas. “Existem vários produtos farmacêuticos e dermatológicos para acne hoje em dia, mas, se a pessoa quiser usar o chá preto, não há problema algum”, garante. Ele explica que a plantaCamellia sinensis, a partir da qual o chá é produzido, possui propriedades calmantes e anti-inflamatórias.

O chá preto tem propriedades anti-inflamatórias e calmantes para a pele
Apesar disso, ele diz que não há nenhum estudo que realmente comprove que é o chá preto especificamente que ajuda a aliviar o inchaço da inflamação. “Não temos provas de que é o chá preto o responsável por isso. De fato, a planta tem algumas propriedades, mas pode ser que seja apenas o calor da compressa o responsável pela melhora da espinha, e não propriamente o chá”, esclarece.

O calor é benéfico para a espinha porque tem efeito vasodilatador, aumentando o fluxo de sangue a oxigenação do local.

Como fazer

Prepare chá preto normalmente. Com ele ainda quente, mas não fervendo, encharque uma toalha, uma gaze ou o que for preciso para fazer a compressa.

Coloque todos os dias, duas vezes por dia, em cima da espinha, durante aproximadamente dez minutos.

Outra possibilidade é fazer a mesma compressa com chá de camomila, que também tem propriedades calmantes. Também deve ser quente e com a mesma frequência.




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5

Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário