Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Riscos do sexo na água que você deveria conhecer antes de decidir fazer

Tipo:


Fazer sexo na água é uma fantasia recorrente entre casais, geralmente inspirados em cenas românticas do cinema e da TV. Na vida real, no entanto, a prática em banheiras luxuosas e praias paradisíacas não costumam ocorrer de forma tão simples e espontânea. O ato, aliás, exige cuidados extras e pode ser perigoso par a saúde.
Conheça riscos do sexo na água que você deveria conhecer antes de decidir fazer:

– Como o uso da camisinha fica comprometido debaixo da água, o mais recomendado é que o sexo neste caso seja feito com um parceiro fixo. Além de poder se soltar, o preservativo fica mais suscetível a furos.

– A lubrificação da vagina é perdida durante o sexo na água. Para evitar dores e desconforto, o uso de lubrificantes à prova d’água é recomendado neste caso.

– Se o sexo for feito debaixo do chuveiro, a posição de pé, com o homem atrás da mulher, apoiados na parede, é a mais indicada para evitar quedas. Manter os pés fixos no chão é importante, afinal, o piso estará mais escorregadio.

– Sexo dentro da banheira também exige cuidado extra com a lubrificação e posições mais ousadas devem ser evitadas para não causar acidentes.

– Sexo na piscina de motel não é algo recomendado por médicos. Você não consegue saber como a higienização é feita e pode ficar exposta a bactérias presentes na água.

– Por causa da água salgada, o sexo dentro do mar requer cuidados extras. A fricção que ocorre na hora da penetração pode provocar irritações, coceiras e até mesmo infecções na vagina.

– Se o sexo ocorrer no mar você não estará segura mesmo usando preservativo. Em contato com a água salgada, a camisinha pode ser danificada e perder sua eficácia.



Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

7 votos, média: 2.43 de 5


Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário