Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Rins, fígado, intestinos, pulmões, pele:– Como desintoxicar os órgãos para nunca ficar doente

Tipo:


.

Você já percebeu que com o passar das gerações as pessoas têm ficado mais doentes?

Não estamos falando apenas de adultos.

Jovens e crianças, infelizmente, também estão sendo vítimas de doenças crônicas, de câncer e outros problemas de saúde.
 
Esse fato se deve às toxinas ambientais, ao estresse, a uma vida sem espiritualidade, a um sistema imunológico fraco ante vírus e bactérias que andam soltos e ao excesso de açúcar e glúten, por exemplo.

Pelo que podemos notar, o cenário em que vivemos favorece a falta de qualidade de vida.
Por isso, mais do que nunca, precisamos fortalecer nosso organismo.
 
Mas como?
 
São tantas as ameaças:
 
– Açúcar
– Trigo
– Pesticidas
– Metais pesados
– Organismos geneticamente modificados
– Poluição do ar e magnética
 
Preocupante, não é?
 
Felizmente, há métodos naturais que ajudam a desintoxicar nosso corpo e fortalecer a imunidade, a fim de prevenir contra doenças de qualquer tipo:

1. O que não comer: como já dissemos, você não deve consumir ou pelo menos evitar trigo, glúten, soja, lácteos, alimentos processados e fritos.
 
O correto é focar apenas alimentos naturais e orgânicos.
Os demais se tornam perigosos depois do processo de refinação, pasteurização e modificação genética.
O excesso de cafeína e bebidas alcoólicas também deve ser evitado.
 
2. Dieta: invista em gorduras saudáveis, como coco, abacate, ômega 3, azeite, óleo de nozes e probióticos.
 

Seria muito bom se você pudesse ter um filtro de Berkey ou de osmose para controlar os metais, flúor e toxinas da água da torneira.
Alimentos alcalinos são bem-vindos, pois são baixos em sódio e ricos em potássio.

 
3. Limpeza do fígado: raiz de barbana, dente-de -eão, cardo-de-leite, beterraba, alho, carqueja e açafrão são plantas que ajudam a limpar o fígado.
 
Uma dica muito boa é o consumo de suco de cenoura com maçã verde, durante uma semana – isso vai limpar a vesícula.
Na semana seguinte, tome uma mistura de 1 colher (sopa) de azeite com 1 colher (sopa) de suco de limão de manhã, em jejum.
 
4. Limpeza dos rins: ervas como cavalinha e salsa/salsinha ajudam no processo de limpar os rins.
 
Quer mais?
Água morna de limão, magnésio, suco de cranberry orgânico, vinagre de maçã e banhos com sal de Epsom/sal amargo também são ótimos!
 
5. Limpeza do cólon: você pode contar com trifala (vende em lojas de produtos da medicina aiurvédica) na limpeza do cólon.
 
Beba muita água destilada ou livre de flúor, tenha um dieta orgânica, consuma babosa, kefir de coco, gengibre, alho, erva-doce, argila ou carvão vegetal (vende-se em lojas de produtos naturais) para eliminar toxinas.
 
6. Metais pesados:  coentro, alga clorela e alimentos com alto teor de enxofre, como repolho, cebola e couve-de-bruxelas, são quelantes naturais incríveis.
 
É recomendável que você evite tomar vacinas desnecessárias, pois elas contêm metais pesados.
O mercúrio, por exemplo, não é seguro e pode levar a doenças autoimunes, distúrbios de humor e demência.
Nos Estados Unidos, existem os chamados dentistas biológicos, especializados na remoção de restaurações com amálgama/mercúrio.
 
7. Parasitas: combata vermes e parasitas consumindo cravo, canela, óleo de coco, alho e sementes de abóbora.
 
8. Sistema linfático: para cuidar desta área, é muito importante caminhar, praticar ioga, respirar adequadamente, fazer massagem infática para remover as toxinas do corpo.  
 
9. Cuidar da pele: uso de maquiagens, desodorantes ou perfumes que contêm parabenos, BHT e outros desreguladores endócrinos podem levar à alteração hormonal, miomas e endometriose.
 
Por outro lado, se você quer estimular o sistema linfático e eliminar substâncias químicas, beba muita água e pratique exercícios ao ar livre, sob a luz do sol.
O suor favorece a eliminação de toxinas, o que é bastante positivo para a pele.



Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

1 votos, média: 5 de 5


Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário