Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Por que alguns bebês nascem tão cabeludos e outros carecas? Entenda

Tipo:

Não há como saber se os bebês serão carequinhas ou cabeludos até que nasçam. Esse detalhe é uma das características que fazem parte da constituição de cada pessoa, tão improvável de prever como saber ao certo se o bebê vai nascer alto ou baixo. O fato não tem relação alguma com a condição de saúde da mãe, ou qualquer sintoma da gravidez ou se a gestação é de menino ou menina.

Motivo para o bebê nascer careca ou cabeludo
Tudo tem a ver com genética, já que o resultado do sequenciamento genético de cada pessoa é influenciado pela combinação dos genes de dois pais e quatro avós. Tanto é que existe até bastante variação das características de nascimento entre irmãos. A cor e o tipo de cabelo – crespo ou liso, fino ou grosso – vai variar se o bebê puxou mais a família da mãe ou do pai.

Cabelos são associados à proteção do couro cabeludo e essa função só é necessária depois do nascimento, porém tem criança que fica sem cabelo durante todo o primeiro ano de vida. O prazo máximo para os cabelos nascerem é até o final do segundo ano. É muito raro que não aconteça, mas pode ser uma deficiência do bulbo capilar, quadro que é conhecido como alopecia.

Como teoricamente o cabelo serve para proteção, ele não é necessário dentro do útero porque lá o bebê não sente frio, sua temperatura interior é constante. Contudo, também é falso o mito de que o bebê cabeludo causa azia à mãe.

O que acontece é que na hora de nascer, quanto mais jovem ou prematuro é o recém nascido, mais penugem ele vai ter. Com 40 semanas, geralmente, a pele do bebê já nasce mais descamada porque seu ciclo de formação já terminou. Isso também acontece no couro cabeludo.




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5

Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário