Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

MÉDICO BRASILEIRO ENSINA DIETA QUE CURA O CÂNCER E TODAS AS ALERGIAS

Tipo:

Raul Barcellos foi um médico que passou metade da vida demonstrando clinicamente que os sintomas do câncer podem ser combatidos com dieta e eliminação dos vermes.

Segundo ele, o câncer pode ser causado por uma série de fatores, genéticos ou adquiridos.

Os genéticos se devem a um problema qualquer nos genes, unidades hereditárias situadas no cromossomo que determinam as características do indivíduo e que estão sendo estudadas agora.

Os fatores adquiridos vêm da radiação (de todos os tipos, inclusive solar), da poluição química do ar, da água e do solo, dos campos eletromagnéticos à nossa volta, do estresse, que provoca excesso de oxidação no organismo, da comida, da bebida, das drogas – da vida, enfim.

Mas todo câncer começa pequenininho.

Uma turminha de células destrambelhadas escapa de ser vista e comida pelo sistema imunológico, e como células adoram se multiplicar, elas crescem e se multiplicam, formando um tecido anormal.

Falta a elas a intervenção do sistema imunológico, e falta também uma parte do código genético que diz ao tecido quando ele deve parar de crescer.

Por exemplo, um osso: o tecido ósseo sabe a forma exata daquele osso. Todos os dias ele se refaz do mesmo jeito.

Isso porque cada célula carrega dentro de si o código genético apropriado dentro de uma molécula minúscula chamada DNA, ou ácido desoxirribonucléico.

Faz parte também da sapiência da célula a coleta de nutrientes na corrente sangüínea, e entre esses nutrientes estão os aminoácidos, que se agrupam em combinações diferentes para formar proteínas.

Existem cerca de 500 tipos de proteínas pesquisadas, e todas derivam de alguma combinação entre os vinte e poucos aminoácidos conhecidos.

Elas participam de absolutamente tudo na vida orgânica, inclusive de processos hormonais, enzimáticos e genéticos; mas sua principal função é formar tecidos. Osso é tecido, sangue é tecido, cabelo é tecido, assim como pele, membrana mucosa, unha, músculo, tendão, nervo.

A proteína forma a trama e os outros nutrientes a preenchem.

O sangue vai passando com a matéria-prima e as células de cada tipo de tecido – inclusive do sangue e da linfa – vão recolhendo aquilo de que precisam para sua renovação, ao mesmo tempo que jogam de volta à corrente sangüínea aminoácidos e outras substâncias que estiverem sobrando, numa espécie de respiração celular.

No caso do câncer, segundo a teoria do Dr. Barcellos, as células desvairadas recolhem do sangue justamente os aminoácidos que vão ajudá-las a crescer sem controle.

Por isso, só tem um jeito: jejum nelas.

A dieta vai alimentar o corpo, mas não o tumor – já que, na ausência daqueles aminoácidos, seu padrão de crescimento não consegue se manter. Começa uma regressão, que ao mesmo tempo é a degeneração do tecido canceroso, e isso aumenta a descarga de resíduos tóxicos no sangue.

Daí a importância que o dr. Barcellos dá à desintoxicação.

A dieta do dr. Barcellos também serve para os casos de alergia.

Ela é muito simples.

SEGUNDO A DIETA, O PACIENTE NÃO PODE COMER:

  • – leite e laticínios, como queijo, coalhada, requeijão e receitas que levam leite (pode manteiga, porque é gordura, não tem proteína);
  • – feijão de qualquer tipo, inclusive ervilha, lentilha, grão-de-bico, vagem, feijão-verde, soja e seus subprodutos, broto de feijão;
  • – tubérculos: batata-inglesa, batata-doce, batata-baroa (mandioquinha), cará, inhame, aipim/mandioca (e farinha de mandioca);
  • – carnes de porco, lagosta, camarão (e talvez outros invertebrados do mar, como polvo, lula, marisco);
  • – aveia, abacate, castanha portuguesa, açúcar.

Basicamente, é excluir esses alimentos.

A outra etapa é a desintoxicação.

PARA DESINTOXICAR

Três cápsulas diárias de 200 mg de metionina, que se encontra em farmácias de manipulação, para tomar com as refeições.

Metionina e cisteína são aminoácidos que contêm enxofre, e enxofre é desintoxicante do fígado e dos rins.

Tiamina e biotina, que são vitaminas, também têm enxofre

O caldo de alga kombu é muito valorizado por seu alto teor desintoxicante, nutritivo, regulador da flora intestinal, bom contra hipertensão arterial.

Mas para obter o melhor sabor não se deve ferver a alga, já que o calor faz com que os polissacarídeos se desmanchem e liberem substâncias desagradáveis ao paladar.

Basta deixar a alga de molho em água limpa, fria, durante duas horas, para obter um extrato contendo quantidades importantes de manitol, iodo, cálcio, magnésio e ácido sulfúrico.

A alga é então retirada e usada em refogados rápidos, ou simplesmente cortada e temperada com shoyu, ou serve para enrolar bolinhos, ou volta para a própria sopa, etc. O caldo, complementado co vegetais previamente cozidos, deve ser aquecido somente até o ponto anterior à fervura.

Missô (massa salgada de soja, gostosa e nutritiva) é o tempero tradicional desse caldo.

Mas, como é proibido na dieta do dr. Barcellos, use um pouquinho de sal.

A babosa/aloe vera também é grande desintoxicante dos intestinos, do fígado e dos rins.

SOBRE OS VERMES

Os vermes entram no organismo o tempo todo pelas mãos, água, beijos e alimentos contaminados.

Se tiverem permissão para ficar, vão se reproduzindo, avançam pelas correntes sanguínea e linfática e alojam-se em centros vitais, como coração, fígado, vesícula biliar, pâncreas, baço, olhos e cérebro. Podem produzir constipação, diarréia, gases, flatulência, síndrome do cólon irritável, dores musculares e articulares, problemas de pele, distúrbios do sono, fadiga crônica e quadros graves de convulsões, vertigens, cefaleias, pseudomeningites, anemia profunda, gastrite crônica, gripes, resfriados, sinusites, alergias e disfunções imunológicas em geral.

Muitas doenças podem ser diagnosticadas equivocadamente quando o médico não conhece a sintomatologia das parasitoses.

O Dr. Barcellos ressalta a capacidade dos vermes em provocar lesões e deficiência nos vários tecidos do organismo, oferecendo ambiente propício à formação das neoplasias malignas. Vermes destroem células mais rápido do que elas conseguem se regenerar; liberam toxinas que danificam os tecidos e as células, produzindo dores e inflamações; com o tempo deprimem e exaurem o sistema imunológico.

O Dr. Barcellos destaca os helmintos cestoides (tênias solium, saginata e nana), as lombrigas (ascaris lumbricoides), o oxiúro vermicular e a triquina.

A cientista canadense Dra. Hulda Clark dizia que 100% dos pacientes de câncer têm vermes, sobretudo um helminto trematoide chamado facíola (fasciolopsis buskii), que se aloja no fígado.

ALIMENTOS CONTRA OS VERMES

HORTALIÇAS

ABÓBORA/JERIMUM

Sementes tostadas no forno combatem os vermes, principalmente a tênia.

As sementes devem ser frescas, sem a pele, moídas e misturadas com mel.

ALHO

Três a quatro dentes por dia.

Em doses elevadas ou em pessoas com sensibilidade a ele, o alho pode produzir cefaleia, gastralgia, vômito, tontura, diarreia e cólica intestinal.

É contraindicado (quando ingerido em grande quantidade) para mães que amamentam, porque pode provocar cólicas intestinais nos bebês.

Também é contra-indicado para pressão baixa.

O cheiro é combatido bebendo suco de limão com igual quantidade de água meia hora antes da ingestão do alho ou comendo salsa depois.

CEBOLA

Fazer o suco e misturar a uma pequena quantidade de mel.

Tomar 1 colher de sobremesa uma vez ao dia em jejum.

CENOURA

Ralar uma quantidade de cenoura suficiente para encher um pires, misturar com alho picado e um pouco de erva-doce e ingerir pela manhã em jejum, durante 3 a 5 dias.

CHICÓRIA

Tomar 3 a 5 xícaras de chá ao dia.

COUVE

Suco, várias colheres de sopa por dia.

HORTELÃ-PIMENTA

Chá por infusão, 1 xícara em jejum, diariamente por uma semana.

MAXIXE

Fruto ao natural, em saladas cruas.

RABANETE

Sementes, em chá por decocção, 3 a 5 vezes por dia.

FRUTAS

ABACAXI

Ao natural ou em sucos, várias vezes ao dia.

AMÊNDOA

Dez amêndoas em jejum

AMORA

Casca da raiz, chá por infusão 3 a 5 vezes ao dia.

AZEITONA

Folhas e casca do tronco, chá por infusão 3 a 5 vezes ao dia.

CIDRA

Chá por infusão das sementes ligeiramente tostadas e moídas, juntamente com sementes de outros cítricos. 1 xícara pela manhã, em jejum.

COCO

1 colher das de sopa de coco verde ralado, diariamente em jejum.

FIGO

Folhas e talos, suco diluído em igual quantidade de água, 2 colheres das de sopa em jejum, durante 1 semana.

MAMÃO

Látex do fruto – leite que se obtém ao se cortar o mamão.

Pegue 20 gramas, dilua em uma xícara de água, adoce com mel e tome em jejum pela manhã.

PÊSSEGO

Flores, chá por infusão, 1 xícara 3 a 5 vezes ao dia.

PITANGA

Folhas, chá por decocção, 1 xícara 3 a 4 vezes ao dia.

ROMÃ

Casca do tronco – chá por decocção, um copo pequeno de 3 em 3 horas, durante alguns dias.

SAPOTI

Casca do tronco, chá por decocção, 1 xícara 3 a 4 vezes ao dia.

TAMARINDO

Folhas, chá por decocção – 1 xícara 3 vezes ao dia.

ERVAS MEDICINAIS

AGRIÃO

Folhas e talos, suco, 1 xícara das de café duas vezes ao dia.

ARTEMÍSIA

Folhas e raízes, chá por infusão, 15 gramas em 1 litro de água, tomado aos goles durante o dia.

BELDROEGA

Sementes – comidas em jejum ou preparadas sob a forma de chá por decocção, 50g a 100g para 1 litro de água.

CARQUEJA

Planta toda – chá por infusão ou decocção, 3 a 5 vezes ao dia.

Nos casos de diabetes faz diminuir o açúcar do sangue, até sua completa normalização.

ERVA-DE-SANTA-MARIA

Folhas, flores e sementes.

Chá por infusão, 10g em 1 litro de água.

Tomar 1 colher das de sopa de hora em hora, por 1 a 3 dias.

Após tomar essa infusão, ingerir 2 ou mais colheres das de sopa de óleo de rícino.

Deve ser empregada com cautela, pois em doses excessivas é muito tóxica.

LOSNA

Chá por infusão, 20 g de losna para 1 litro de água, tomando-se 2 colheres das de sopa de hora em hora.

Jamais usar o suco da losna, pois é altamente tóxico ao natural.

A infusão elimina parte desse efeito.

O uso excessivo pode produzir efeitos neurotóxicos, com perturbações da consciência e convulsões.

PICÃO

Folhas, chá por infusão ou decocção, 3 a 5 vezes ao dia.

Infusão

É quando se põe a água quase fervente sobre as folhas, abafando e esperando 10 a 15 minutos para tomar.

Decocção

É quando se ferve durante quinze minutos, ou mais, a água já com as cascas, sementes e raízes da planta.




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5

Compartilhar via WhatsApp

Receitas Sugeridas...

APLIQUE ISTO NO SEU ROSTO E RECUPERE A BELEZA PERDIDA LOGO NAS PRIMEIRAS APLICAÇÕES!

Há muito tempo, é usada para melhorar a qualidade da pele do...

Carne assada de panela

O sabor fica incrível, vale muito a pena!

Esperança? Após dor, transformação de Fátima Bernardes no divórcio comove país

Fátima Bernardes parece já ter conseguido ultrapassar a enorme dor que foi...

Picanha na chapa com mandioca na manteiga e mussarela

Veja essa receita de picanha na chapa com mandioca na manteiga e...

Deixe seu comentário