Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Mãe é vítima de negligência e encara cesariana sem anestesia. Mas no fim, é recompensada por toda sua coragem

Tipo:

A gravidez é uma situação marcante na vida de qualquer mulher. São meses recheados de uma infinidade de sentimentos e sensações que, ao seu final, se traduzem em um inestimável presente para toda a vida.

Entretanto, por mais especial que a teoria faça o momento parecer, às vezes na prática a realidade é um pouco mais assustadora, como sabe muito bem a radialista e locutora Elizandra Rocha, moradora da cidade de Veras/MT, que nos contou o que ela precisou confrontar em um de seus trabalhos de parto.

Grávida de seu terceiro filho, Elizandra já havia passado por duas cesarianas e estava pronta para encarar a terceira. Porém, nada no mundo a havia preparado para o que ela enfrentaria no hospital.

Mãe de dois filhos, a radialista estava bastante ansiosa para a chegada de sua terceira criança. Na 41ª semana de gravidez, estava com sua cesárea marcada, e como já havia passado por outras duas, já sabia exatamente o que esperar.

Contudo, chegada a hora do parto, ela descobriu que nada seguiria conforme o imaginado. Para início de conversa, o procedimento precisou ser adiado e começou com três horas de atraso. Já não era um bom sinal, mas o pior estava por vir.

Elizandra recebeu a anestesia e foi deixada aos cuidados de um médico, acompanhado de algumas enfermeiras. Contudo, apenas duas horas depois, ela já estava totalmente acordada e o parto ainda estava para começar.

Ela conta que não sentia mais nenhum vestígio anestésico em seu corpo e quando questionou o doutor, foi respondida com uma piada: “a gente só anestesia o suficiente para o paciente não sair correndo”. O problema é que aquilo acabou não sendo uma piada…

Quando o parto começou, junto veio o desespero da mato-grossense. A primeira sensação foi quando o bisturi foi posto em contato com sua pele. Ela sentia algo ferver. Não era como se sua pele estivesse sendo cortada, mas sim, queimada. Aterrorizada, ela gritou, fazendo com que a enfermeira, assustada, questionasse o médico. Mas novamente, ele foi irônico, e disse que aquilo não era dor, mas apenas reflexo.

O procedimento cirúrgico continuava e o desespero da mãe só aumentava. Ela se debatia, a dor era tão intensa que sua maior certeza naquele momento era a de que morreria. As enfermeiras precisavam segurá-la na cama tamanha a força que ela fazia enquanto agonizava vendo sua barriga sendo cortada.

Foram muitos os gritos. Elizandra diz que aquela sensação era indescritível. Além de ver sua barriga aberta, ela sentia seus órgãos se mexendo dentro de seu corpo. Consegue imaginar? Ela define o momento como uma sessão de tortura, alegando que essa foi uma das experiências mais traumáticas de sua vida.

Tudo que a radialista mais queria era que seu filho fosse logo tirado do ventre e que aquele espetáculo de negligência acabasse. E quando a criança finalmente nasceu, a mulher chegou ao seu limite. Ela não se lembra ao certo se desmaiou ou se foi sedada, o que é capaz de se recordar é que depois de passar por toda aquela dor, suas forças acabaram e ela entrou em sono profundo.

Hoje, já faz dois anos desde que tudo aconteceu. Por um tempo, tudo o que Elizandra quis foi esquecer o trauma que passou naquela sala de parto. Mas ela sabe que a experiência a marcará por toda a vida. Contudo, a dor passou e o que realmente vale para ela é olhar para seu filho e ver o quanto ele é saudável e feliz.

É lamentável que alguém tenha que passar pelo o que ela passou. É difícil imaginar o quanto um momento tão bonito pode acabar se transformando em algo tão amedrontador, e tudo por um ato de negligência. Ou de pura má fé. Mas no fim, toda a valentia de Elizandra foi recompensada. E seu filho pode se orgulhar muito de sua mãe, que por ele, foi verdadeiramente heroica.




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5

Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário