Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Jovens são presos por torturar deficiente mental e transmitir a agressão ao vivo em rede social

Tipo:

d7c884fd0777de6318f38d00ebb2fc2c.jpg

É nítido que quem comete um crime realmente se esquece da gravidade e das consequências que aquilo pode ocorrer. Não basta agredir alguém, é necessário que divulgue o atentado nas redes sociais. Pelo menos alguns entendem dessa forma.


Confira também:

- 229 Receitas Low Carb

Em Chicago, nos Estados Unidos, quatro jovens foram presos por serem suspeitos de praticar um ato de tortura conta um rapaz com deficiência mental. E o que vem a seguir é perturbador. O rapaz foi amarrado e atacado enquanto um vídeo era transmitido ao vivo pelo Facebook.

A história causou revolta entre os internautas que chegaram a criar uma petição pela acusação dos presos por crime de ódio. Embora os jovens tenham sido presos, nenhum deles teve a identidade revelada.

A transmissão do vídeo durou cerca de 30 minutos e, mesmo após o vídeo ser deletado, as imagens ainda são compartilhadas. Na transmissão, além das imagens, ouve-se um dos agressores gritar: “Dane-se Donald Trump! Danem-se os brancos”.

“Eu não vou dizer que isso me choca, mas é doentio. Isso faz eu me perguntar o que leva indivíduos a tratarem outro dessa forma”, comenta Eddie Johnson, o posta-voz da corporação. A vítima recebeu tratamento no hospital e já está sob cuidados de seus responsáveis.

Os agressores podem ser acusados de sequestro e tortura, mas as autoridades ainda não disseram se farão a acusação por crime de ódio, embora os internautas peçam fervorosamente.

E para você, qual a melhor punição a ser aplicada?

Foto: Reprodução / Facebook


Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5


Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário