Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Ex-campeã Márcia Malsar cai com a tocha paralímpica em mãos, mas dá a volta por cima e nos ensina uma grande lição

Tipo:


Se você já sentiu ou viveu o “espírito olímpico”, sabe bem o quão forte ele é: a essência da coragem, da garra, da vontade de vencer e de se superar.

No entanto, eu te convido a deixar-se envolver por algo tão poderoso e belo quanto: o “espírito paralímpico”. E olha… que espírito!

E na cerimônia de abertura da Paralimpíada do Rio, o sentimento de emoção marcou quem esteve presente no estádio do Maracanã. E essa emoção tem um nome em especial, um nome que carrega muito orgulho e heroísmo: Márcia Malsar.

Quatro vezes medalhista paralímpica, a ex-atleta de atletismo foi uma das convidadas para o revezamento final da tocha até a pira.

Durante o percurso, acompanhada de seu andador, a esportista que possui paralisia cerebral acabou sofrendo uma queda e derrubando a tocha.

Mas a queda não a abateu, muito pelo contrário. Ela apenas reforçou o quanto Márcia é forte. Debaixo de chuva, a guerreira se levantou – sozinha – e continuou firme em seu trajeto. O estádio todo se levantou para ovacioná-la. Foi simplesmente lindo!

E ah, ela continuou com um sorriso no rosto, viu!?

Márcia nos ensinou uma enorme lição. Uma lição de coragem e superação que acompanha sua glória. Medalhista nos Jogos de 1984 e 1988, já havia feito história, tendo sido nossa primeira atleta a trazer o ouro no atletismo paralímpico.

Hoje, Márcia foi a luz que iluminou uma linda cerimônia de abertura. E o mundo está a seus pés. Porque Márcia, é o espírito olímpico, o espírito paralímpico, e acima de tudo, o espírito que nos faz seguir sempre em frente.

Confira no vídeo abaixo o momento de Márcia com a tocha. É de arrepiar!



Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5


Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário