Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Conheça a dieta que fez Deborah Secco perder 9 kg em 15 dias

Tipo:

3a2a8d27c8e4610d38b7dedb9577fc22.png

A DIETA DO JEJUM INTERMITENTE


Confira também:

- 229 Receitas Low Carb

Se você já participou de programas para perda de peso, provavelmente já foi recomendado que sua alimentação fosse dividida em 6 refeições pequenas ao longo do dia. Certo? Ok, você está certo, e você também deve ter desistido de manter a dieta depois de um tempo, pois possui um estilo de vida cheio de compromissos que impedem que você carregue uma bolsa com vários potes do tipo Tupperware para se alimentar ao longo do dia? Para muitos de vocês isto deve ser verdade também!

O importante é que existem alternativas para estes problemas e uma boa maneira de perder peso é com o jejum intermitente, que prega justamente o contrário. Alternando períodos de jejum e períodos de “não jejum” que serão ministrados ao longo do seu estilo de vida. Pode ser diário ou algumas vezes por semana. Vamos trabalhar este assunto em detalhes logo abaixo, não se assuste.

Alguns benefícios do Jejum Intermitente:

  • Redução de glicose no sangue e os níveis de insulina
    Um estudo publicado noInternational Journal of Obesity em 2011comparou a eficácia do jejum intermitente contra a restrição calórica contínua para perda de peso, sensibilidade à insulina e outros marcadores de risco para doenças metabólicas. Descobriu-se que o jejum intermitente foi tão eficaz como a restrição calórica contínua para melhorar a todas estas questões, eum pouco melhorna redução da resistência à insulina.
  • Crescimento muscular, aumento da perda de gordura, aceleração do seu metabolismo.
    O HGH, comumente referido como “o hormônio do fitness” desempenha um papel importante na manutenção da saúde, fitness e longevidade, incluindo a promoção do crescimento muscular, aumento da perda de gordura, aceleração do seu metabolismo. De acordo com oAnnual scientific sessions of the American College of Cardiology de New Orleans em 2011, o jejum intermitente provocou um aumento de 1.300% do hormônio de crescimento humano em mulheres, e 2.000% nos homens.
  • Cérebro e memória.
    Segundo um estudo publicado noInternational Journal of Obesity em 2011, se você ficar um período de várias horas sem se alimentar, seu corpo recorre para suas reservas de gordura para obter energia e libera ácidos graxos chamados cetonas na corrente sanguínea. Este ambiente tem demonstrado proteger a memória e as funções de aprendizagem.
    Um jornalista inglês da rede BBC fez uma matéria sobre o assunto e experimentou na pele esta dieta, para conferir na íntegra a reportagem acesseThe power of intermittent fasting. Ele fez o programa com um acompanhamento e obteve resultados muito favoráveis. Perdeu quase 6kg em 5 semanas, bem como melhorou seus índices sanguíneos como IGF-1, glicose e colesterol, o que reduzirá muito o seu risco de contrair doenças relacionadas à idade, como câncer e diabetes.
    O que a ciência tem a dizer
    • Uma pesquisa feita por Valter Longo,professor de gerontologia e ciências biológicas na Universidade de Longevidade da Califórniamostra que o jejum intermitente tem um impacto benéfico sobre IGF-1, um fator de crescimento semelhante à insulina, que desempenha um papel no envelhecimento. Quando você come, esse hormônio leva as células a se reproduzir, e enquanto isso é bom para o crescimento, também é um fator que impulsiona o processo de envelhecimento. Jejum intermitente diminui a expressão de IGF-1, e outros genes interruptores de reparação do ADN. Desta forma, o jejum intermitente muda seu corpo em “modo de crescimento” para “modo de reparar.”
    • Krista Varady da Universidade de Illinois é autora da pesquisa publicada no The American Journal of clinical nutritionAlternate-day fasting and chronic disease prevention: a review of human and animal trialsque trata do impacto do jejum sobre doenças crônicas, como doença cardiovascular, diabetes tipo 2 e câncer. O seu trabalho também compara os efeitos de jejum intermitente com restrição de calorias, que é conhecida em benefício da saúde e longevidade. Os estudos em animais utilizando jejum em dias alternados, têm mostrado que reduz o risco de diabetes, em taxas comparáveis à restrição calórica.
  • O Jejum Intermitente é para mim?
    Se você tem seguido um estilo de vida saudável, mas está tendo dificuldades em continuar emagrecendo, pode ter atingido o platô e pode ser uma boa alternativa para ir para um próximo passo. Para saber mais sobre como enfrentar o efeito platô que é aquela travada na perda de peso.
    Mas se você tem hipoglicemia, diabetes, está grávida ou amamentando, é melhor ficar longe de qualquer tipo de jejum até que você tenha normalizado a sua glicose no sangue e os níveis de insulina, ou desmamado o bebê. Pessoas que também devem evitar este tipo de dieta são aquelas que vivem sob estresse crônico ou com o cortisol desregulado.
    Para ter certeza se você pode fazer, nada melhor que consultar o seu médico de confiança não é mesmo?
    Como começar
    O Jejum intermitente é apenas uma das formas de perder peso com saúde. Decidir sobre a melhor forma, dependerá de como isto irá se adequar ao seu estilo de vida. O jejum intermitente não é uma dieta da moda e não existe um padrão pré-estabelecido de como colocá-lo em prática.
    Um bom começo é você tentar não tomar café da manhã logo ao acordar e parar de comer três horas antes de ir dormir. Desta forma, você irá restringir sua ingestão para a 8 horas e fazendo um jejum de 16. Nas 8 horas que você comer, garanta a ingestão de proteína saudável, restrinja os carboidratos para os integrais e garanta a ingestão de gorduras saudáveis, coma ovos, abacate,Óleo de Coco, azeite de oliva e nozes. E o mais importante, isto acima é apenas um exemplo do que eu faço, e que não é necessariamente o melhor para o seu caso específico, sempre faça sua dieta com a orientação de um profissional da saúde, que irá recomendar a melhor maneira de fazer isto para você ok?!
    Conclusão
    O jejum intermitente pode fornecer vários benefícios importantes para a saúde, mas lembre-se que o jejum não significa parar de comer por longos períodos de tempo. Pelo contrário, envolve uma redução drástica da ingestão de calorias em intervalos regulares, como por exemplo pular o café da manhã.
    Leva cerca de seis a oito horas para o seu organismo metabolizar as reservas de glicogênio e só depois seu corpo irá chavear para o “modo de queima de gordura”, mas só se você já está adaptado para queima de gordura e tem as suas enzimas de queima de gordura reguladas pelo uso das estratégias que descrevemos, o que leva de algumas semanas a alguns meses, dependendo da sua saúde e condicionamento.O mais importante, escute sempre o seu corpo, comece devagar, e sempre sob orientação de um profissional.
    Lembre-se, se sua gordura não se acumulou em 30 dias, não conseguirá eliminá-la em 30 dias também.Tenha paciência e perseverança.

Por Daniel Darugma de Doce Dieta


Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5


Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário