Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Alerta carrapatos: se te morder você pode virar alérgico à carne

Tipo:

Graças à evolução do conhecimento no campo da medicina e da adoção de tratamentos direcionados, algumas doenças forma finalmente erradicadas. Estamos convencidos que, da mesma forma, com a maior atenção atualmente dedicada à higiene do lar e a maior severidade das normas de profilaxia de ser protegidos contra o risco de infestação. Particularmente no que diz respeito aos carrapatos, que nós afastamos mentalmente acreditando que o problema afete apenas os vira-latas que vivem na rua, que vivem sem qualquer cuidado e limpeza e por isso são normalmente sujeitos a parasitas.

A disseminação de certos tipos de carrapatos e as condições patológicas, também graves, nos deixam despreparados e desestabilizam muito. Outro dado importante é a presença de carrapatos (de tipo diferente) em quase todo o mundo. O primeiro alerta vem dos Estados Unidos. Conforme anunciado no site do Wall Street Journal, pesquisadores da Virginia University estudaram que a contaminação através da picada do carrapato Amblyomma americanum ativa um processo orgânico que culmina com alergia a carne.

Os sintomas ocorrem rápido (depois de apenas algumas horas) e consistem em urticária, vômito e cólicas abdominais. As dificuldades respiratórias são, as vezes graves o suficiente para ser fatais. A prevenção para esta doença é realizada somente com as regras de prevenção (stick repelente, roupas cobrindo o máximo possível, cuidado com os animais de estimação depois de caminhadas, etc.), já que não existe vacina.

Na Europa Oriental e também naquela Ocidental o perigo é o Ixodes Ricinus, espécie de carrapato que causa a meningoencefalite irradiando o vírus dos animais selvagens para os animais domésticos e os seres humanos. A doença tem uma alta incidência (cerca de 30 casos por ano), mas apesar de um início tranquilzante, com sintomas comparáveis aos de uma gripe comum (febre, dores musculares, dor de cabeça), pode desenvolver-se de uma forma muito séria, com um resultado às vezes até mesmo letal.

Para sublinhar o fato de que a doença está crescendo e que, portanto, foi exigida pelas autoridades sanitárias europeias, a sua inclusão entre as doenças consideradas “notificáveis“. Finalmente, também devemos fazer menção da invasão de carrapatos que aconteceu na Rússia, em particular na área central dos bosques de bétulas (incluindo Moscou) e na zona norte (por exemplo, Sibéria).

A causa do fenômeno é devida às alterações climáticas que ocorreram ao longo do tempo, e que levaram à redução do inverno rigoroso e a possibilidade de altas temperaturas, mesmo nos meses de primavera. Atenção, portanto, cumpra rigorosamente as precauções sugeridas pelas regras de profilaxia especialmente nas áreas arborizadas e nos períodos mais quentes do ano. COMO REMOVER CORRETAMENTE UM CARRAPATO:

1) Como primeiro passo que você precisa pegar uma pinça de ponta fina. São recomendadas aquelas com a ponta plana, que lhe permitirá levar o carrapato ao nível da sua boca. Uma vez que você o agarrou deve puxar delicadamente para remover o carrapato sem quebrá-lo.

2) Não utilize outros métodos como a tentativa de queimá-lo com fósforos ou isqueiros. É tão inútil tentar “estrangular o carrapato” com álcool ou outros líquidos.

3) Depois de remover o animal da sua pele, use sabão e água na área da picada.

4) Ligue para o seu médico está no caso que não tenha sido completamente removido e, no caso de aparecimento de sintomas, incluindo febre, rigidez do pescoço, inflamação da pele, dores musculares, e qualquer outra alteração do seu corpo.




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

votos, média: de 5

Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário