Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

Ajuste seu cérebro ao horário de verão: 3 truques para quem não o suporta

Tipo:

A mudança é de apenas uma hora, mas parece ser de muito mais, afinal, quão difícil é sair da cama com 60 minutos de antecedência? As dificuldades não param por aí, já que a alteração da luminosidade que chega com o horário de verão causa efeitos importantes em muita gente. Veja quais são e como evitá-los a seguir.

Como o horário de verão afeta o corpo

Segundo o neurologista Leandro Teles, membro da Academia Brasileira de Neurologia (ABN), a mudança de uma hora no horário é suficiente para desregular o funcionamento do organismo todo. Isso acontece porque o relógio biológico é regulado pela genética, pela luminosidade, pela regularidade e por diversos comportamentos que temos no nosso dia a dia.

O especialista explica que mesmo mudanças pequenas, se acontecerem abruptamente e forem persistentes, podem prejudicar pessoas mais susceptíveis a problemas de sono.

A falta de um bom descanso impede a liberação adequada de uma série de hormônios, a organização do aprendizado e memórias do dia anterior, o controle do sistema imunológico e o reparo muscular. Isso sem falar em sonolência diurna, irritabilidade e baixo rendimento no trabalho.

O neurologista explica que o sono inadequado, não reparador, gera um efeito cascata com problemas em várias fases. “A curto prazo, ficamos mais sonolentos, lentos, desatentos e aumenta o risco de erros e acidentes domésticos, de trânsito e de trabalho. No mais, ficamos indispostos, mal humorados, mais esquecidos e irritados. A médio prazo, noites mal dormidas levam a ganho de peso, hipertensão arterial, descompensação de diabetes, depressão, ansiedade, entre outros”, explica.

Como se adaptar ao horário de verão com 3 atitudes

Mudanças na hora de acordar

A alteração no ritmo de sono tende a se normalizar em até uma semana. A intensidade e duração dos sintomas depende de fatores individuais, como genética, sexo, idade e, principalmente, o ritmo de vida.

Como amenizar: se puder, adiante o horário em 10 minutos por dia, até atingir os 60 minutos de antecedência ou então altere 30 minutos em um dia e 30 minutos no outro.

Mexa na dieta

Faça uma refeição leve no período da noite, o que melhora o início e a manutenção do sono. Evite condimentos e alimentos ricos em estimulantes como a cafeína. Dê preferência a alimentos menos calóricos, de fácil digestão e em pequena quantidade.

Outra dica é evitar o excesso de líquidos à noite, que podem aumentar as idas ao banheiro e causar refluxo em pessoas predispostas. Evitar o álcool em excesso também é recomendado, pois ele desorganiza a arquitetura normal do sono.

Horário do exercício

Pratique exercícios antes das 19 horas, pois atividades vigorosas à noite aceleram o corpo e podem trazer dificuldade para dormir.




O renomado Dr. Rocha tem um vídeo bem INCRIVEL sobre emagrecimento, se tiver alguns minutos assista... Clique AQUI PARA ASSISTIR O VÍDEO DO DR. ROCHA

Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

1 votos, média: 4 de 5

Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário