Água na Boca - Dicas culinárias e receitas deliciosas

Siga-nos e compartilhe

5 problemas vaginais comuns que você não pode ignorar e como tratá-los

Tipo:


A região íntima e o sistema reprodutivo da mulher estão suscetíveis a algumas complicações comuns, que têm origem em uma série de fatores, como desequilíbrios hormonais, invasão de microrganismos nocivos ou até mesmo reações alérgicas. Confira cinco sintomas que indicam problemas na saúde da vagina, saiba quais são as possíveis causas e o que fazer para tratar.

Odor forte

A vagina tem um odor característico em função da umidade e secreções naturais da região, no entanto um cheiro muito forte é sinal de alerta e pode indicar algumas doenças, como infecções por vírus ou bactérias (inclusive DSTs, como tricomoníase).  “Se há uma infecção vaginal, é fundamental investigar também outras doenças, porque é muito provável que elas existam. Geralmente, as infecções – como a clamídia – são assintomáticas e podem evoluir sem que a mulher perceba”, explicou a ginecologista Dra. Barbara Murayama.

Como tratar

Ao notar o odor desagradável, é importante que a mulher procure seu ginecologista o mais rápido possível. Em caso de diagnóstico de doença sexualmente transmissível, o tratamento precisará ser feito também pelo parceiro. A ginecologista ressalta que é importante não tentar “mascarar” o cheiro com duchas internas ou desodorantes íntimos, que podem piorar o quadro. “Pode ser o caso de uma DST grave e até mesmo de câncer no colo do útero. É essencial tratar corretamente”, reforça.

problemas-vaginais-1-1

THINKSTOCK

Ter corrimento é normal quando a secreção não tem cheiro forte, é esbranquiçada e que seca, esfarelando-se na calcinha. O corrimento marrom geralmente acusa presença de sangue e pode indicar o início da descamação uterina pouco antes da menstruação ou sangramento no sistema reprodutivo. Já a secreções branca ou amarelada geralmente estão relacionadas a infecções e têm odor forte.

Como tratar

Segundo o ginecologista Dr. Jurandir Passos, o tratamento pode ser feito com antibióticos e outros tipo medicação, dependendo da causa. “Em alguns casos de infecção, o parceiro também precisará receber tratamento, para que não volte a contaminar a mulher”, explica.

Sangramento fora do período menstrual

Sangramentos no meio do ciclo menstrual podem indicar desequilíbrios hormonais (especialmente se você toma pílula anticoncepcional) e problemas no útero, como pólipos, cistos, miomas ou tumores.

Como tratar

É preciso consultar um ginecologista para verificar a causa do sangramento. Se você toma pílula, pode ser que a dosagem não esteja adequada ou que você tenha esquecido comprimidos, por exemplo. Se não, é preciso ficar atenta a doenças uterinas.  “Vamos avaliar se houve esquecimento da pílula, se há problemas na dose do medicamento ou se há existe alguma doença”, explica a Dra. Bárbara.

problemas-vaginais-2-1

THINKSTOCK

A coceira vaginal geralmente está associada e alguma infecção (mais frequentemente à candidíase), mas pode indicar alergias a sabonetes, tecido da calcinha, absorventes, papel higiênico e outros materiais que têm contato com a região íntima.

Como tratar

Será necessária avaliação do ginecologista para tratar adequadamente o problema. Em caso de infecção, serão receitados medicamentos específicos e, em caso de alergias, será necessário identificar o que, especificamente, causa a reação. Segundo o Dr. Jurandir, você pode fazer também banhos de assento enquanto aguarda avaliação médica; basta encher uma bacia com água morna e sentar-se sobre ela por alguns minutos.

Dor ao urinar

Dor e ardência ao urinar são sintomas comuns de infecções, mas também podem ser causadas por contração involuntária do esfíncter urinária, endometriose, tumores na bexiga ou ainda reação ao consumo de alguns tipos de alimentos, como álcool, cafeína e condimentados.

Como tratar

Nesse caso, também será necessária avaliação do ginecologista para identificar a causa do problema e receitar o tratamento adequado, que pode ser realizado, por exemplo, com antibióticos específicos.



Ingredientes

Avalie esta receita
Avaliação média

4 votos, média: 4.5 de 5


Compartilhar via WhatsApp

Deixe seu comentário